ITD - Instituto Tecnológico
Diocesano Santo Amaro
R. Cel. Conrado Siqueira Campos
Nº 68 - Brooklin
CEP 04704-140 São Paulo - SP
(11) 3798-7925
atendimento@itd.org.br

Mônica Teixeira/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Não poderia deixar de expressar que sinto-me muito orgulhosa por fazer parte desta equipe. E principalmente por fazer parte de uma instituição tão coerente ITD. Procuro sempre fazer um ótimo trabalho e ajudar os outros. No meu grupo procuro passar que o problema de um é problema de todos quando convivemos em equipe. O trabalho de um coordenador de equipe deve ser orientado e isso, exige um compromisso muito amplo, não somente com a comunidade na qual se está trabalhando, mas consigo mesmo. Quem faz parte do meu grupo sabe que levo muito a sério o meu trabalho de coordenadora de equipe voluntaria, até porque represento a instituição de qual faço parte [...]

 

 


Claedima Silva Souza Pichuru /Alfabetizadora Voluntária ITD

"Durante esses seis anos como Alfabetizadora Voluntária do ITD, procuro em sala de aula não só ensinar a ler e escrever, mas acolher de forma correta e trabalhar a realidade do aluno. Obstáculos aparecem, mas tento superá-los. Alfabetizar para mim é evangelizar. O ponto positivo além da troca com alunos e que tenho me lapidado com o que aprendi no ITD, até no meu lado profissional e pessoal em outras instituições que tenho parceria; O brilho são meus alunos! Tenho crescido e ainda estou aberta para continuar crescendo."


Ana Maria Fonseca/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Para mim, ser voluntária é a melhor maneira de ajudar as pessoas e fazer a diferença. É contribuir de modo contínuo e duradouro, para melhorar de forma solidária a qualidade de vida de quem necessita e da comunidade. É uma oportunidade de fazer amigos, viver novas experiências, conhecer novas realidades. É ensinamento e aprendizado. O voluntário doa sua energia e criatividade, mas ganha em troca contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidade de aprender coisas novas, satisfação de se sentir útil.

 


Berenice Sato/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Nestes quase 7 anos de alfabetizadora e 3 de coordenadora tenho a dizer que quem mais ganhou com esta experiência foi eu. Convivendo diariamente com os alunos com experiências de vidas tão diferentes, mas iguais, na vontade de querer aprender a ler e escrever, na determinação, apesar do cansaço, da idade em: "abrir os olhos para o mundo, pois nunca é tarde", "deixar de ser  cego" (palavras dos alunos). Sinto que com determinação e comprometimento conseguirei de alguma forma mudar a vida desses meus alunos. Quando aprendem algo novo, vejo o brilho nos olhos e o sorriso nos lábios, e sei que o ensinamento lhes será útil. Quero destacar também a equipe administrativa do ITD que tem se esforçado em melhorar e ajudar os Alfabetizadores e Coordenadores nesta tarefa. Para finalizar quero parabenizar a todos que participam desse Projeto e dizer que, com certeza, estamos mudando um pouco o analfabetismo e fazendo a inclusão de cidadãos no nosso país.

 


Elísio da Silva Santana/ Coordenador de Equipe Voluntário ITD

Ser Coordenador de Equipe Voluntário é um desafio muito grande, porém uma satisfação, pois sei que estou contribuindo para erradicar o analfabetismo no país, que ainda é muito grande.

 


Márcia Luciano/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Ser voluntária faz com que eu me sinta efetivamente parte integrante da sociedade e de suas potencialidades. E, ser voluntária no Instituto Tecnológico Diocesano de Santo Amaro fez com que meu engajamento enquanto cidadã e colaboradora da instituição se unissem ao poder fazer, ao poder contribuir, ao poder doar e ao poder inovar para a construção não só de um presente, mas de um futuro melhor na educação do Brasil.

 


Maria José Ferreira/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Nestes seis anos de trabalho voluntário no ITD encontrei pessoas que acreditaram no meu trabalho e me deram a oportunidade de aprender a arte de como lidar com pessoas, tanto os superiores como os alfabetizadores e os alunos, passei por dificuldades, enfrentei salas de aula, conquistei o auxílio dos alfabetizadores, participei de cursos de capacitações, ganhei prêmios de Coordenador Destaque e estou sempre participando do processo de aprendizagem dos alunos. Agradeço a todos que de alguma forma me ajudam a fazer parte deste trabalho."

  

 

  

 


Márcia Barbosa/ Coordenadora de Equipe Voluntária ITD

Ser coordenadora Pedagógica é um sonho realizado. Lutei muito até chegar aqui, foram muitas conquistas e muitas dificuldades superadas. Hoje posso dizer que trabalhar voluntariamente e me doar é muito gratificante e posso fazer a diferença para os alunos e alfabetizadores do Programa Alfabetiza São Paulo com o meu trabalho que eu amo e o faço a mais de 15 anos com muito profissionalismo, prontidão, ética e respeito. 

 


Telma Gomes Zani

"Eu comecei a trabalhar no ITD como Alfabetizadora em maio de 2013. Tinha um pouco de receio, mas estou adorando, pois trabalho junto com vários adolescentes, que estavam desanimados e agora através deste projeto maravilhoso estão vendo uma luz de esperança. Obrigada por tudo e espero muito mais!"


Flavia Marques de Campos/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Durante o período que passamos dentro da sala de aula com os alunos de educação de jovens e adultos, conseguimos participar ativamente no seu processo de ensino-apredizagem e percebemos a evolução desses alunos como cidadãos críticos e ativos em uma sociedade democrática. Eles passam de cidadãos participativos para ativos, identificando os nomes de ônibus, remédios, filhos etc. Como "lagartas" que se transformam em lindas borboletas, criam asas e te agradecem;  Voam em busca de novos horizontes!"


Lucimara Regina de Souza Ecclissi/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou do ITD desde agosto de 2012, tenho vivido uma experiência maravilhosa, aprendi a lidar com meus três alunos especiais. Minhas alunas são acima de 50 anos e a maioria delas voltaram para escola para fugir de alguns problemas do lar. Nosso contato é bem dinâmico, todos os alunos são muito participativos e este convívio com eles fez-me aprender a praticar todos os dias a paciência e a criatividade em sala de aula. Se muitos soubessem com é gratificante prestar um trabalho voluntário, poderiam fazer parte desta equipe maravilhosa!"

 


Elisangela Maria dos Santos/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou aprendendo muito com os alunos. O mais gratificante é olhar para eles e ver que estão satisfeitos, com vontade de aprender e terem conquistas a atingir. Isso é muito satisfatório! Eu também estou muito satisfeita. Muito obrigada por fazer parte deste Programa que esta me fazendo muito bem!"


Maria Márcia Ferreira dos Santos/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou no ITD desde 2009, e o que tenho a dizer sobre esse tempo é que aprendi muito com meus alunos. Antes, nunca tinha pensado em ser voluntária. Não sou pedagoga, mas me sinto à vontade na condição de Alfabetizadora, pois quando vejo o desempenho de cada aluno nas suas tarefas a serem realizadas, mesmo com suas dificuldades, na superações a cada dia, me realizo."


Romilda Maria dos Santos Costa/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Esse é o meu 6º ano como voluntária do ITD, tem sido uma experiência enriquecedora e gratificante. Tenho uma relação de carinho e muito respeito com meus alunos. Na minha sala são vários níveis de desenvolvimento, necessidades especiais e idosos, mas isso me mostra que tratando todos igualmente, alem de inspirar o respeito entre eles, todos apresentam crescimento e bom desempenho, mesmo que cada um no seu tempo."


Ivone Cardoso dos Anjos/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou no ITD desde Abril de 2012, está sendo um momento muito gratificante para mim. Meus alunos me dizem: "eu só quero ler e escrever". Percebo que sou importante para eles e eles nem imaginam o quanto me fazem feliz. Os cursos de capacitação me dão segurança para desenvolver as aulas e as apostilas são muito boas!"


Maria Eterna de Magalhães Viana/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Este é o meu 6º ano no projeto. Digo que sou uma Alfabetizadora feliz e realizada. Todas as vezes em que entro numa sala de aula, rezo o Pai Nosso com meus alunos, a partir daí estou a disposição deles, pronta para ajudá-los. Se eles precisam de mim, eu preciso muito mais eles para minha realização profissional e pessoal. Sou grata a tudo!"


Denise Aparecida de Oliveira Limiro /Alfabetizadora Voluntária ITD

"Há 8 anos atrás, eu participei do programa por 3 anos. Infelizmente, por motivos particulares, tive de abdicá-lo. Mas como já diz o ditado “O bom filho a casa torna”, estou novamente participando do programa que considero maravilhoso, aprendo com os alunos e eles comigo, trocamos experiências, acima de tudo, de vida. Considero positivo o incentivo à educação, ao convívio e a integração que se fazem no processo de ensino-aprendizagem."

 


Maria dos Anjos Bispo de Almeida/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou no projeto há 2 anos, tenho aprendido muito nas capacitações, pois tudo que aprendo procuro colocar em prática na sala de aula. O que é mais gratificante para mim é quando um aluno em processo de alfabetização se emociona e diz "olha professora, estou lendo" ou "olha, estou conseguindo fazer esta letra". Quando o aluno começa a reconhecer as letras, a emoção é profunda tanto para mim, quanto para eles."

 


Elisabete Lima Ramos Conceição/Alfabetizadora Voluntária ITD

"Para mim é muito gostoso, pois eles aprendem comigo e eu com eles, e eu gosto muito de dar aula. Acho o Programa importante para os alunos e para os educadores!"

 


Viviane de Jesus Feitosa /Alfabetizadora Voluntária ITD

"Há 10 anos estou neste Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos pelo ITD e suas entidades parceiras. [...] O material didático evoluiu e ainda tem muito a evoluir. Os alunos da EJA valorizavam o professor voluntario com admiração!"


Geane Maria Sousa da Silva/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou no ITD ha 4 anos. Na sala de aula aprendo todos os dias. Aprendo a ser paciente, comunicativa, amiga e empenhada na causa de ajudar o próximo. A gratificação é pessoal de poder acompanhar o crescimento e desenvolvimento de cada um de meus alunos. Faço o trabalho voluntario do ITD porque gosto!"

 


Marina Aparecida Bispo Gomes/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Adoro o que faço: Faço com muito amor! Estou no programa desde 2006. Aprendi bastante com a troca de experiência de vida entre eu e os alunos é enriquecedor poder alfabetizar e ver pessoas crescendo em sabedoria e educação!"


Creusa dos Santos Pinto Torres/ Alfabetizadora Voluntária ITD

"Estou fascinada com o trabalho voluntário, tenho recebido muito amor dos alunos,  graças a Deus. Este trabalho me transformou e esta me transformando em uma pessoa melhor, percebi o valor de doar-se sem interesses, perceber que aquela pessoa que estava no escuro, de repente abre uma janela para o mundo letrado, dando autonomia e satisfação na sua vida. Nesta perspectiva devo declarar que doar é muito melhor que ganhar. “Amar é doar, respeitar, auxiliar as pessoas sem interesse.” O material é riquíssimo e vejo as conquistas dos meus alunos todos os dias. O meu contato com os meus alunos não é como uma professora e sim como uma amiga. Resumindo, eu não ensino, mas sim, eu aprendo muito a cada dia."

 


Maria José Xavier Rodrigues/ Alfabetizadora Voluntária ITD

Estou no ITD a mais de 10 anos. Caminho com o ITD desde o primeiro dia. Enfrentei vários desafios, tanto na formação dos grupos como, tantas mudanças que aconteceram no ITD. Graças a Deus para melhorar. Nessa caminhada, aprendi a valorizar a vida e tudo que tenho, conquistar e fazer amigos (amizades belas que permanecem até hoje). Na nossa sala de aula procuramos viver um novo dia, com muita esperança e motivação. Vivendo o companheirismo dividindo os conhecimentos. Procuro continuar com garra, como se fosse o meu primeiro dia. Peço a Deus que continue me capacitando para que eu possa estar ajudando cada vez mais o meu próximo. É uma luta difícil, mas contínua...Amo muito o que faço, por isso estou aqui até hoje. É muito gratificante ver o sonho acontecer!


Dayse Cristina Alves Siqueira/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“O pouco tempo que estou aqui  já me proporcionou uma grande experiência, a cada dia aprendo com os alunos. A sala é muito interessada e participativa. Esta sendo muito gratificante o trabalho com EJA, pois os alunos se sentem motivados e esperançosos.”


Maria Vilani Rodrigues/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Só tenho aprendido coisas boas. Poder ensinar um pouco do que sei da pratica e da escrita e leitura às pessoas com tantas experiências de vida e um grande desejo de vencer culturalmente é emocionante demais. É isso que me estimula como alfabetizadora. O contato com meus alunos não poderia ser melhor ou diferente. Há cumplicidade e harmonia o tempo todo.”


Vera Lúcia dos Santos Mendes/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Ensino e também aprendo; O que é mais gratificante pra mim é ver o desenvolver dia a dia do aluno que descobre a si mesmo. “Professora eu aprendi!”, isso me enche de glória, é uma vitória um aluno aprovado. O contato com meus alunos é muito positivo e bem proveitoso. Quando temos de enfrentar uma situação enfrentamos todos juntos sem desanimo e no fim tudo acaba em sorrisos!”


Rosemeire Bianchi do Nascimento/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Estou no programa há 4 anos e meio e ao longo deste período venho procurando sempre alternativas que possam contribuir e facilitar o “ensino-aprendizagem”.Tem sido muito gratificante ver alguns alunos vibrando quando “acertam” na leitura, nas atividades propostas e outros superando suas dificuldades e acreditando. E essa troca de experiência entre nós, nos dá sempre a certeza que de pouquinho em pouquinho estamos crescendo juntos.”


Raimunda Antonia da Silva Lima/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Gosto muito do que faço, pois desde adolescente me tornei Alfabetizadora lá no nordeste ainda no “MOBRAL”. Chegando aqui em São Paulo continuei esse trabalho na Paróquia Santa Terezinha sem nenhum custo, ou seja, sem ajuda de custo, mais uns anos trabalho com IBEAC e depois consegui entrar no ITD. Já fazem 8 anos e me sinto muito feliz em fazer alguém ter conhecimento;  é gratificante.”



Tereza Toshie Sato de Oliveira/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Faz sete anos que estou no Projeto, no Núcleo Shopping Interlagos, aprendendo com a minha coordenadora que transmite muita sabedoria e incentivo para seguir a longa caminhada e as duas turmas que evoluem dia a dia. Os alunos possuem boa freqüência, são participativos nas aulas, todos tentando alcançar os objetivos propostos nos planejamentos. Estou satisfeita, trabalho com prazer, dedicação e pretendo continuar por muitos e muitos anos.”


Eliene Lopes da Silva/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Estou no ITD desde o começo de 2013 e estou gostando muito do apoio que nos fornecem. Sou Alfabetizadora a 7 anos e amo o que faço e aprendo a cada dia com meus alunos, sinto que é uma troca de experiência muito gratificante a qual não abro maio. Quanto às capacitações acho que são muito boas e nos ajudam a qualificar nossas aulas.”


Carla Aparecida de Souza/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Estou no ITD a três anos, é muito gratificante ser voluntária dessa equipe, o contato com meus alunos é muito positivo, apresar de ser um local de baixa renda e ter varias dificuldades de locomoção dentro do bairro por ser uma comunidade, estou muito feliz por ter a oportunidade de estar mostrando o meu trabalho e aprendendo a cada dia mais.”


Zilda Martins de Souza Cardoso

”Participo do Programa há seis anos e tenho aprendido bastante ao longo desse período. Aprendizagem esta que abarca em primeira instância o valor da convivência humana e depois a aprendizagem didática. Larguei o curso de enfermagem assim que comecei a dar aula para poder me dedicar ao programa, pois me apaixonei por ele. Agora estou no último semestre do curso de pedagogia e me sinto muito feliz. O ITD me auxiliou e tem uma grande participação nessa aprendizagem contínua. Como sempre declaro: “Tenho muito orgulho em participar do ITD.”


Noelia Uchoa de Oliveira Bruno/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Estou no projeto ITD há pouco tempo e fiquei surpresa pois achava que seria difícil, mas depois que eu entrei na sala de aula, tive uma visão totalmente diferente, pois encontrei pessoas que querem muito aprender a ler e escrever e isso me motivou muito a continuar. Hoje tenho uma sala muito interessada, comprometida e a cada dia eu consigo ver o progresso deles. Outra parte interessante é a procura que esta tendo, pessoas que dizem que ouviram falar bem das aulas e também querem estudar.”


Luciana Maria dos Santos/ Alfabetizadora Voluntária ITD

“Eu estou gostando bastante. Dentre todas as coisas que estou aprendendo o que mais me fascina é a troca de experiências que acontece entre meus alunos e eu. Sinto-me honrada em alfabetizar indivíduos que não tiveram oportunidade de estudar quando criança e que agora já adultos vêem em mim a chance de aprender.”


Maria Gomes da Rocha Freitas

“Estou no ITD há quase 7 anos e tenho a dizer que nesse tempo aprendi muito com os alunos. Experiência de vida, motivo pelo qual não estudou quando criança; e hoje tem a oportunidade de estar numa sala de aula realizando um sonho de tantos anos. Poder ler informações contidas em cartazes nas ruas, poder entender e transmitir aos demais. É muito gratificante como Alfabetizador, ver a transformação dos alunos, seu crescimento, postura, mudança de vida, tanto pessoal quanto na sociedade.”


Rosângela Ferreira de Almeida

“Estou neste projeto há 8 anos pois iniciei no dia 06 de março de 2006. Aprendi muito, realizei um sonho, e o mais gratificante é o contato que tenho com meus alunos pois também aprendi muito com eles.”


Alfabetiza - São Paulo ITD Diocese de Santo Amaro - São Paulo | Brasil Secretaria de Estado da Educação do Estado de São Paulo Prefeitura de São Paulo Shopping Interlagos CIEE - Centro de Integração Empresa-Escola